Estão Abertas as inscrições para tocar no Sons de Beco 2019

Festival será realizado nos dias 19 e 20 de outubro no Martim Cererê

Após um hiato de um ano, o Festival Sons de Beco voltará a ser realizado. A produção anunciou nesta semana a data e local do evento, que será nos dias 19 e 20 de outubro, no Centro Cultural Martim Cererê. No total estão previsto 18 atrações, sendo oito bandas convidadas e 10 por meio de materiais enviados para a produção.

Sempre com abertura para misturar artistas locais reconhecidos e apostas, a produção abriu as inscrições para bandas que tem interesse em participar do evento. As inscrições começam neste sábado (1°), e vão ate o dia 20 de junho. Os interessados em tocar no Sons de Beco tem de enviar seus materiais via email para curadoria@festivalsonsdebeco.com

Segundo o produtor Eduardo Batista, os critérios utilizados para avaliar e selecionar as bandas serão (Organização do material enviado, músicas, videoclipes e fotos). “A apresentação do conteúdo é fundamental para que o artista prove seu profissionalismo e empenho, então também fará parte do critério, junto obviamente da qualidade da obra em si”, ressalta.

Eduardo reforça que as bandas terão cachê, e será disponibilizada uma estrutura de som e iluminação de alta qualidade para a realização das apresentações.  Dentre os critérios eliminatórios, os grupos não podem conter músicas de cunho religioso, racista e homofóbico, ou mesmo covers de grupos famosos em seu repertório.

Sobre o Sons de Beco

O Coletivo Oz outros surgiu em fevereiro de 2015 com a iniciativa do Eduardo Batista e Lincolns Freire para a descentralização dos grandes festivais, que são fechados para bandas locais. A partir disso, surgiu o projeto Sons de Beco, e o coletivo começou a realizar várias reuniões para discutir sobre o novo projeto e, assim, por fazer uma ocupação de espaço  público, com entrada gratuita.

Idealizador da ocupação do centro da capital com o Sons de Beco no Beco do Codorna, o evento ainda foi realizado no Grande Hotel e em sua última edição no estacionamento do Parque Mutirama. A iniciativa pioneira revitalizou a cena cultural goiana na música, e marcou a cena independente do estado.

Apoiado pela Secretaria Municipal de Cultura de Goiânia, pela Agência Municipal de Turismo e Lazer, Agência Municipal de Meio Ambiente, o coletivo realiza eventos que tem função de revitalizar e ocupar o espaço público para apresentações de shows com bandas autorais, fomento à economia solidária e criativa. Com um histórico de eventos gratuitos, de ocupação criativa da cidade e ampla adesão do público o Coletivo Oz Outros segue incentivando a formação de plateia de forma a levar a arte para a comunidade de forma a descentralizar e democratizar o acesso à cultura à toda à população.

 

Histórico do Festival Sons de Beco

Com toda a articulação em sua primeira edição em abril de 2015, no Beco da Codorna, mesmo debaixo de chuva, foi realizada a primeira edição, com a presença de 700 pessoas para ouvir bandas independentes locais. O projeto, em sua segunda edição, foi para Senador Canedo, realizado dentro da pista de skate da Praça Criativa, com público médio de 500 pessoas. Na terceira edição do projeto, o coletivo investiu um dinheiro que não tinha, e pela primeira vez foram colocados palco, tenda e iluminação. Com uma divulgação abrangente, teve um público médio de quase duas mil pessoas dentro do Beco da Codorna.

A quarta edição foi realizada em um local fechado, com a entrada de ‘quanto vale o show’, com uma média de 300 pessoas. Na quinta edição do projeto, entraram Heber e Amanda Lessa, fazendo parte dos gestores do coletivo Oz Outros, e essa edição já foi no estacionamento do Grande Hotel com uma estrutura melhor. Já a sexta edição teve uma média de duas mil pessoas, porém o evento sofreu repreensão policial; só depois de muito diálogo é que houve continuidade. A sétima edição ocorreu no estacionamento do Grande Hotel com média de 1.500 pessoas. A oitava foi realizada no Beco da Codorna, também com uma média de público de 1.500 pessoas, em agosto de 2016.A oitava edição aconteceria na chácara equilíbrio, mas por motivos de forças maiores teve que ser cancelado, E enfim, a nona edição aconteceu com enorme sucesso no estacionamento do Parque Mutirama.

Avatar
About Deryk santana 78 Articles
Gestor Cultural, Educador, Turismólogo e criador do Goianidades.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*