Há mais de 50 anos o Pit Dog é a verdadeira paixão goiana

Maria Marta Presto

Sabemos que uma das maiores paixões e orgulho dos goianos são os famosos Pit Dogs. Para quem não é das terras do pequi, aí vai a explicação: são quiosques geralmente montados em praças que vendem sanduíches feitos na hora, mas vale lembrar que não são quaisquer sanduíches. Esses estabelecimentos são bem característicos de Goiás e, principalmente, de Goiânia. São pontos de encontros para reuniões entre amigos, família e o lugar perfeito para a larica pós balada. BULDOG'S

Há diversas versões sobre a origem dos Pit Dogs e em breve será feito um resgate desta história pelo Sindicato dos Proprietários de Pit-dog em Goiânia (Sindpit-dog). Segundo o presidente da entidade, Ademildo Pereira Godoy, tudo começou nos anos 1960. Na época um  grupo de goianos fizeram uma viagem para acompanhar uma corrida de carros no Estados Unidos e lá foi descoberta essa forma de alimentação hoje famosa no Brasil como Food Trucks. Naquela época trouxeram a ideia para o Brasil e logo já colocaram tudo em prática.

No começo os Pit Dogs foram montados em trailers para poder facilitar a locomoção (e há quem venha dizer que Food Truck é novidade! Não em Goiás!). Mas aos poucos os proprietários foram percebendo que não era mais necessário ir até o cliente, pois os mesmos já procuravam os quiosques. Nesse período surgiram os pontos físicos e cerca de 7 Pit Dogs foram criados espalhados nas proximidades da Praça do Sol e Praça Tamandaré. Desde então, o negocio cresceu virou uma tradição gastronômica para os goianienses.

O goiano foi conquistado pelo lanche rápido, barato e variado. O cliente pode montar o sanduíche praticamente com os ingredientes que quiser. De acordo com o sindicato, atualmente existem mais de 1600 Pit Dogs em Goiânia e cada um vende de 30 a 600 sanduíches por dia. Já imaginou?!

https://i1.wp.com/www.correbh.com.br/wp-content/uploads/2015/06/tumblr_m06oeep68j1qfo293.gif?resize=649%2C270

Mercado

A paixão dos goianos por sanduíche só aumenta e acabou ganhando novos rumos. Hoje é possível encontrar o lanche em hamburguerias e food trucks, que lembra bastante o inicio dos Pit Dogs, espalhados por toda cidade. Mas para o presidente do sindicato, esses novos negócios não intimidam. “No início até parecia uma ameaça, mas eles produzem sanduíches gourmet o que acaba tendo uma proposta diferente, já que o alimento vendido no Pit Dog possui muito recheio e mais sabor”, afirma Ademildo.Resultado de imagem para sanduiche goiano

Ademildo acredita que as ‘jantinhas’ sim são ameaças, pois assim como o sanduíche, é algo que as pessoas tem costume de comer à noite por ser mais prático.  Para ele, as ‘jantinhas’ representam uma concorrência desleal, pois existem pessoas que oferecem o prato em qualquer lugar, sem se preocupar em pagar aluguel, contas de água e energia elétrica.

Segundo o presidente, a prefeitura possui cerca de 3000 pedidos para abrir um Pit Dog em espera. Mas a cada dia fica mais dificil, pois as exigências estão cada vez maiores. Além disso a cidade está saturada, não existe em Goiânia um setor que não tenha um Pit Dog. “Ele está em todos os lugares, desde a periferia até o setor mais nobre”, conta o presidente.

Inovação

Inovar é preciso e os Pit Dogs estão sempre em busca de melhorias, seja por meio de cursos para aperfeiçoar ou por apresentar uma novidade. “Nós temos o poder de inventar e reinventar e toda essa inovação é muita rápida”, garante o presidente.

Atualmente os Pit Dogs não estão apenas em praças ou avenidas. Alguns até mantém a tradição, outros viraram hamburguerias e levaram o sanduíche da praça para dentro do shopping, por exemplo. Para Ademildo esse é só mais um dos poderes de inovação do ramo, pois por estar ali em um centro de compras não deixou de ser um Pit Dog.

Antigamente os sanduíches eram servidos apenas com hambúrguer, mas as coisas mudaram. “Hoje trabalhamos em média com oito tipos de carnes e em alguns lugares é possível encontrar até peixe”, conta o presidente. Além disso a geração fit tem ganhando seu espaço e em muitos lugares já possuem opção para esse público e uma grande variedade de sucos e cremes.

Inovação, variedade, sabor e bom atendimento são os grandes responsáveis pelo grande sucesso dos Pit Dogs e graças a isso ele vem sobrevivendo ao longo dos anos. “Nós sabemos fazer um bom sanduíche, o melhor do Brasil”, orgulha-se o presidente do Sindpit-dog.

Pit Dog na ‘madruga’

A cidade possui mais de 1600 Pit Dogs  e mais de 20 deles ficam abertos na madruga para o atendimento pós balada. Funcionam depois das 3 h da manhã aos finais de semana. Preparamos uma lista com 5 deles para você não passar fome depois da noitada. Confira a lista:

https://i2.wp.com/4.bp.blogspot.com/-1J_m84AD5YA/V6EG-gjVygI/AAAAAAAAHJY/el7XaPuo1ooyLmn8EStE7IHJJ9imiTC9wCLcB/s1600/large.gif?ssl=1

– Komiketo Oeste
Endereço: Rua 21, Praça Leo Lynce – St. Oeste
Funcionamento sexta e sábado: 18h as 05h

 – Buldogs
Endereço: Praça Léo Lince – St Oeste – Alameda Ricardo Paranhos
St Marista – Av. T-2 c T-8 – St Bueno
Funcionamento sexta e sábado: 18h as 06h

 – Tio Bákinas
Endereço: Rua. R-11, nº 775 – St. Oeste
Funcionamento sexta e sábado:  18h as 05h

– Abelha Sanduicheria
Endereço: Praça T 24, Av. T-10, S/N – St. Bueno
Funcionamento: sexta das 18h as 03h e sábado da 18h as 06h

– Smiley Sanduicheria 
Endereço: Rua 10, 218 – St. Sul
Funcionamento sexta e sábado: 18h as 03h

 

Resultado de imagem para gifs sanduiche
fonte: http://www.oquerola.com/

http://www.oquerola.com/revista/ha-mais-de-50-anos-o-pit-dog-e-verdadeira-paixao-goiana#|

About Deryk santana 57 Articles
Gestor Cultural, Educador, Turismólogo e criador do Goianidades.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*